sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Ocupa-se de encontrar

Contorno com a mão a parte de baixo da orelha,
meus ouvidos esclarecem-se das gotas que caem no chão
um movimento suave faz a chuva acabar triste, brotar.
São como fantasias dessas saias que se assemelham a algodão,
como um balão mágico, o ápice da vez.
Não esconder-se atrás das poucas horas. Em são consciência,
a honra será a mesma, terá o que briga por ti com as mesmas palavras triviais,
e como elas, na esquina, deverás estar.
É tão livre como a luz daqueles que querem sentir.